Todos os anos, em Dezembro, muitas pessoas pegam em papel e caneta e começam a rabiscar uma longa lista de resoluções de Ano Novo. Muitas vezes, essas metas otimistas incluem “poupar dinheiro”.

Embora esses planos sejam bem intencionados, em Fevereiro, as contas de poupança estão frequentemente estagnadas e os gastos dispararam.

Então, como é que pode poupar dinheiro a sério em Portugal? Continue a ler este artigo e descubra a resposta.

Como poupar dinheiro em Portugal – 9 dicas para 2023

1. Defina um objetivo de poupança

No dia de Ano Novo – assim que se livrar da sua dor de cabeça devido aos excessos da noite anterior 🙂 – defina um objetivo de poupança. Se não puder fazer isso no primeiro dia do ano, faça-o pelo menos durante a primeira quinzena de Janeiro.

O seu objetivo deve ser mensurável, realizável, realista e oportuno. Você pode ser realmente ambicioso e definir um objetivo de poupança muito alto, mas ao fazer isso também estará a aumentar as suas chances de fracassar.

Ao decidir sobre o seu objetivo de poupança, pense numa compra específica ou num valor que poderia realisticamente poupar em 12 meses. O objetivo deve exigir autodisciplina e um pouco de sacrifício, mas não deve exagerar.

Em seguida, revele o seu objetivo de poupança a um amigo ou membro da família que possa acompanhar os seus progressos, ou escreva o seu objetivo numa folha de papel e afixe-a num local onde possa vê-la todos os dias.

2. Escolha cuidadosamente uma conta-poupança

Seja exigente ao decidir onde vai guardar as suas economias. As contas-poupança variam muito quando se trata de juros, taxas e saldos mínimos – por isso, faça a sua pesquisa de modo a encontrar a solução perfeita. Leve em consideração taxas extras como por exemplo as taxas de manutenção.

Embora atualmente as taxas de juro possam ser baixas, sempre é melhor que nada. E todos os euros contam quando se está a economizar para um objetivo específico. Confira também os bancos online – Contas-poupança online, por vezes, têm taxas de juros mais elevadas.

3. Encontre um método automático de poupança

É provável que não tenha a autodisciplina necessária para colocar de lado uma parte do seu salário todos os meses para efeitos de poupança. Então, arranje um método automático de poupança. Normalmente, os bancos oferecem serviços que lhe permitem transferir um valor fixo todos os meses da sua conta regular (ou conta-ordenado) para a sua conta-poupança.

Ou então, pergunte na sua empresa se podem direcionar o depósito de uma percentagem do seu salário para a sua conta-poupança, todos os meses.

4. Estabeleça um fundo de emergência

Se quer poupar a sério então deverá ter um fundo dedicado exclusivamente a emergências. A sua conta-poupança deve ser para grandes compras – tais como a entrada para uma casa ou carro – mas não deve tocar no dinheiro do seu fundo de emergência, a menos que haja uma emergência real.

Se perder o emprego ou tiver que pagar alguma conta do hospital, poderá recorrer ao seu fundo de emergência e dessa forma não terá que adiar essa compra grande para a qual tem andado a poupar.

Normalmente, deve ter o suficiente no seu fundo de emergência para cobrir quatro a sete meses de despesas. Os especialistas recomendam iniciar o seu fundo tendo em mente pequenas metas – como por exemplo juntar 1000€ – e, em seguida, tentar aumentar esse valor.

5. Controle as suas despesas mensais…

Comece a controlar as suas despesas mensais. Durante um mês registe cada compra ao cêntimo. Dessa forma, irá saber exatamente para onde o seu salário está indo e quais as áreas em que está a gastar demais. Irá sentir-se mais no controlo do seu dinheiro, e esse é um passo fundamental para a elaboração de um orçamento realista que possa realmente cumprir.

Pode aperceber-se, por exemplo, que está a gastar um valor absurdo em cafés, todas as semanas. Assim que se aperceber disso, pode limitar o nº de cafés que toma por dia, e colocar o restante valor que estava a gastar na sua conta-poupança.

6. …e depois defina um orçamento

Conhecendo os seus hábitos de consumo, poderá elaborar um orçamento realista. Definir um orçamento, em última análise, vai ajudá-lo a economizar, ajudando a cortar nos gastos frívolos. No início, pode ter que passar por um processo de tentativa e erro para descobrir o que funciona melhor tendo em conta o seu estilo de vida.

Não deve cortar todas as coisas divertidas, mas precisa pagar as suas contas a tempo e horas e eventualmente cumprir o seu objetivo de poupança.

Fazer um orçamento vai forçá-lo a viver dentro das suas possibilidades, e esse aspeto é essencial para fazer crescer as suas poupanças.

7. Seja mais inteligente ao fazer compras

Quando for às compras, seja mais inteligente. Aproveite as recompensas inscrevendo-se nos programas de fidelidade ou aderindo aos cartões de desconto das lojas e/ou hipermercados onde habitualmente faz as suas compras. Colecione cupões de desconto e planeie as suas idas às compras de modo a aproveitar os saldos e os descontos do dia ou da semana.

Ao fazer compras online, use a Internet a seu favor visitando sites de comparação de preços para se certificar de que está a fazer o melhor negócio possível. Lembre-se que apenas porque algo é anunciado como estando em saldos ou com um bom desconto, isso não significa necessariamente que seja um bom negócio.

8. Tire vantagem das apps

Hoje em dia existem aplicativos (apps) para quase tudo… Desde ajudar a fazer o seu orçamento mensal, encontrar os melhores negócios locais até aplicativos que lhe ajudam a vender as coisas que já não usa. Este ano, encontre uma ou duas apps para ajudar nos seus esforços de poupança e use-as com regularidade.

9. Acompanhe o seu progresso… e recompense-se quando alcançar o seu objetivo!

Para poupar a sério, precisa de saber exatamente como estão as suas finanças em cada semana. Defina um dia por semana (por exemplo ao domingo) e confira as suas transações de modo a garantir que está no caminho certo para cumprir o orçamento definido. Se descarrilar um pouco (talvez tenha gasto demasiado numa certa semana), não desista! Retome o seu caminho na semana seguinte e siga adiante.

Sempre que atingir algum dos seus objetivos de poupança, comemore e recompense-se um pouco! Economizar exige moderação, mas não é preciso cortar completamente nas compras e no divertimento.

Gostou destas dicas para poupar dinheiro em Portugal? Qual é a sua dica preferida desta lista?